bruna_bellator-6560028

Correio Popular: Campineira assina contrato para lutar no Bellator

Fonte: Correio Popular

A campineira Bruna Ellen da Silva Pereira poderá, em breve, representar o Brasil em um dos maiores eventos de MMA da atualidade. A jovem de 19 anos assinou recentemente o contrato para quatro lutas na categoria peso mosca com a Bellator, considerada a segunda organização de artes marciais mistas mais importantes dos Estados Unidos. Ela desponta como uma das maiores promessas do esporte e seu combate de estreia pode acontecer já no mês de abril.

Invicta com duas vitórias no cartel profissional e uma no amador, Bruna iniciou sua transição do boxe chinês para o MMA na academia Team Nogueira, de Campinas, em 2014. Após vários meses focados nos treinos de muay thai, wrestling e jiu-jitsu, Ellen fez a estreia profissional no esporte em março do ano passado e venceu outra Ellen, em decisão unânime dos juízes após três rounds.
“A Bruna está há dois anos treinando com a gente, e, desde então, estamos fazendo um trabalho de mudança na luta raiz dela. Com a assinatura do contrato, acredito que ela seja o nome mais promissor do MMA feminino. Ela vai para cima e arranca sangue mesmo”, disse Leonardo Souza, um dos treinadores da Team Nogueira Campinas e filho do mestre Paulo Nikolai, conhecido por formar grandes lutadores de muay thai.
Rosto de princesa e jeito meigo também a colocam entre as 10 musas do MMA mundial. Em uma recente enquete, Bruna apareceu na frente de Ronda Rousey, ex-campeã mundial do MMA e um dos rostos mais conhecidos nesse esporte. Claro que só beleza não coloca a vitória na mesa, e a lutadora é mais do que consciente sobre a falácia desse ditado. “Dentro do octógono é uma coisa, fora é outra. Lá dentro, o que importa é mostrar o que eu sei e é lá que a gente tira todas as diferenças”, dispara a lutadora. Apoiada pela família, a jovem ainda comemora o contrato com a Bellator e treina duro para o combate que se aproxima.
“Treino três vezes ao dia, durante a semana toda. Pelo menos umas seis horas por dia”, contou.
Por curiosidade, Bruna entrou em uma aula experimental de kung fu, aos 12 anos, e nunca mais deixou as artes marciais. Começou a treinar o estilo choy lay fut e depois iniciou-se no boxe chinês. Foi campeã paulista e brasileira em 2012 e sul-americana na Argentina em 2013. Ficou em 5º lugar no Mundial Júnior da Turquia, em 2014.
No MMA, em seus dois combates como lutadora profissional em 2015, Bruna venceu o primeiro na decisão dos juízes e o segundo com um nocaute técnico. As duas lutas aconteceram no evento Max Fight.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *