bruna_bellator-6560028

Correio Popular: Campineira assina contrato para lutar no Bellator

Fonte: Correio Popular

A campineira Bruna Ellen da Silva Pereira poderá, em breve, representar o Brasil em um dos maiores eventos de MMA da atualidade. A jovem de 19 anos assinou recentemente o contrato para quatro lutas na categoria peso mosca com a Bellator, considerada a segunda organização de artes marciais mistas mais importantes dos Estados Unidos. Ela desponta como uma das maiores promessas do esporte e seu combate de estreia pode acontecer já no mês de abril.

Invicta com duas vitórias no cartel profissional e uma no amador, Bruna iniciou sua transição do boxe chinês para o MMA na academia Team Nogueira, de Campinas, em 2014. Após vários meses focados nos treinos de muay thai, wrestling e jiu-jitsu, Ellen fez a estreia profissional no esporte em março do ano passado e venceu outra Ellen, em decisão unânime dos juízes após três rounds.
“A Bruna está há dois anos treinando com a gente, e, desde então, estamos fazendo um trabalho de mudança na luta raiz dela. Com a assinatura do contrato, acredito que ela seja o nome mais promissor do MMA feminino. Ela vai para cima e arranca sangue mesmo”, disse Leonardo Souza, um dos treinadores da Team Nogueira Campinas e filho do mestre Paulo Nikolai, conhecido por formar grandes lutadores de muay thai.
Rosto de princesa e jeito meigo também a colocam entre as 10 musas do MMA mundial. Em uma recente enquete, Bruna apareceu na frente de Ronda Rousey, ex-campeã mundial do MMA e um dos rostos mais conhecidos nesse esporte. Claro que só beleza não coloca a vitória na mesa, e a lutadora é mais do que consciente sobre a falácia desse ditado. “Dentro do octógono é uma coisa, fora é outra. Lá dentro, o que importa é mostrar o que eu sei e é lá que a gente tira todas as diferenças”, dispara a lutadora. Apoiada pela família, a jovem ainda comemora o contrato com a Bellator e treina duro para o combate que se aproxima.
“Treino três vezes ao dia, durante a semana toda. Pelo menos umas seis horas por dia”, contou.
Por curiosidade, Bruna entrou em uma aula experimental de kung fu, aos 12 anos, e nunca mais deixou as artes marciais. Começou a treinar o estilo choy lay fut e depois iniciou-se no boxe chinês. Foi campeã paulista e brasileira em 2012 e sul-americana na Argentina em 2013. Ficou em 5º lugar no Mundial Júnior da Turquia, em 2014.
No MMA, em seus dois combates como lutadora profissional em 2015, Bruna venceu o primeiro na decisão dos juízes e o segundo com um nocaute técnico. As duas lutas aconteceram no evento Max Fight.
bruna ellen mma - 2

Sport TV: Bellator contrata três lutadoras do Brasil para encorpar categoria mosca

Fonte: Sport TV 

O Bellator vai inaugurar o peso-mosca feminino. E, para engrossar a nova categoria, o evento garimpou o mercado brasileiro e contratou três lutadoras do país: Bruna Ellen, Bruna Vargas e Kenya Mirada assinaram contrato e irão atuar pelo principal concorrente do UFC.

Considerada uma das musas do esporte, Bruna Ellen, que acertou vínculo de quatro combates com o Bellator, está invicta no MMA, onde soma duas lutas.

– Quando soube qual era o evento quase caí para trás. Fiquei muito feliz e a expectativa é só crescer, treinar e focar mais. Com certeza o nível vai subir muito, as meninas são muito duras – declarou a atleta, via assessoria de imprensa.

O cartel de Bruna Vargas é idêntico ao de sua xará. A lutadora, porém, não atua desde abril de 2014, quando bateu Rafaela Garcia pelo Sobradinho Fight.

Kenya Miranda tem um pouco mais de rodagem que as compatriotas. A peso-mosca soma duas vitórias e duas derrotas na carreira profissional. Em sua última apresentação, ela finalizou Natalia Silva, pelo RFC Caratinga, em setembro do ano passado.

My MMA News: Three New Fighters Inked to Exclusive Contracts With Bellator MMA

Fonte: My MMA News

BELLATOR MMA CONTINUES TO BUILD AN IMPRESSIVE FEMALE FLYWEIGHT STABLE WITH THE SIGNINGS OF BRUNA ELLEN, BRUNA VARGAS AND KENYA MIRANDA – THREE TOP MMA PROSPECTS OUT OF BRAZIL

SANTA MONICA, CALIF. (February 11, 2015) – Bellator MMA’s women’s flyweight division continues to grow with today’s addition of:Bruna Ellen, Bruna Vargas, and Kenya Miranda. All three ladies have been signed to exclusive, multi-fight contracts.

Joining a division that already boasts: Ilima Macfarlane, Anastasia Yankova, Lena Ovchynnikova, and Keri Taylor-Melendez, the trio of Brazilian fighters will have a plethora of intriguing matchups available when they debut later in 2016.

Bruna Ellen

Undefeated to start her professional career, Bruna Ellen, 20, competed twice in 2015, winning both of her bouts. A member of Team Nogueira Campinas in Sao Paulo, Ellen recently did a stint of training at the world-renown Blackzilians gym in Florida, where she continued to hone her budding striking and skills on the mat. It’s also worth noting that Ellen’s listed on this year’s “Top-Ten Brazilian Prospects” list by MMAFighting.com.

Bruna Vargas

Also currently sitting at 2-0, Bruna Vargas, briefly signed with XFC before choosing to join the ranks in Bellator MMA. The native of Porto Alegre, Brazil has competed sporadically since 2013, fighting once each year, but hopes to change this with a busy 365-days in 2016.

Kenya Miranda

Kenya Miranda, 27, has arguably one of the greatest nicknames in mixed martial arts, but it isn’t quite appropriate to type here – Regardless, Miranda, who trains out of BH Rhinos in Belo Horizonte, has a vast pedigree when it comes to Brazilian jiu-jitsu. When she debuts, the fight will be her first outside of her native homeland.

bruna ellen mma 3

Dama de Ferro MMA: Bruna Ellen comenta contrato com o Bellator

Fonte: Dama de Ferro MMA

Considerada uma das promessas do MMA feminino brasileiro, a lutadora Bruna Ellen está de malas prontas para o Bellator. A jovem de apenas 19 anos assinou um contrato de quatro lutas com a organização americana. O combate de estreia pode acontecer já no mês de abril. Bruna está invicta na carreira, com duas vitórias no cartel profissional.

A negociação começou e se desenrolou há poucos dias após a atleta ser contatada pelo seus empresários, Gilberto Faria e Rafael Chiavaro. Faria, inclusive, é o responsável pelo gerenciamento da carreira de Ronaldo Jacaré, peso-médio do UFC. A categoria em que Bruna atuará no Bellator ainda está sendo estudada junto com seu treinador e headcoach da Team Nogueira Campinas, Leonardo Souza. A notícia da contratação veio justamente após um treino na academia.

“Quando soube qual era o evento quase caí para trás. Fiquei muito feliz e a expectativa é só crescer, treinar e focar mais. Com certeza o nível vai subir muito, as meninas são muito duras”, comemorou Bruna.

Natural de Campinas, no interior de São Paulo, e oriunda do boxe chinês (sanda), a jovem iniciou a transição para o MMA na Team Nogueira Campinas em 2014. Após vários meses focados nos treinos de muay thai, wrestling e jiu-jitsu, Bruna fez a estreia profissional no esporte em março do ano passado, quando dominou Ellen Torres por três rounds e venceu por decisão unânime. O primeiro nocaute veio em agosto, sobre Pâmela Mara. As duas lutas aconteceram no evento Max Fight e foram suficientes para mostrar a evolução da atleta. Apesar de ser uma striker de origem, venceu após quedar a última adversária e disparar uma sequência de golpes no ground and pound.

Enquanto espera os detalhes de seu próximo compromisso, Bruna afirmou que pretende evoluir ainda mais os jogos de chão e de grade, muito utilizadas pelas atletas estrangeiras. “Tenho que melhorar em tudo, mas as meninas de fora gostam muito desse jogo. Vamos treinar até para conseguir anular essa tática”, pontuou.

Musa

Além dos bons resultados no esporte, a beleza também tem sido uma aliada de Bruna Ellen na carreira. Loira, atlética e feminina, ela chamou atenção para o fato assim que subiu no cage em sua primeira luta. Em novembro, chegou a ser listada em um top 10 de musas do MMA, que também incluiu nomes como Ronda Rousey e Page VanZant. Os elogios, no entanto, são encarados naturalidade e profissionalismo.

“Eu acho legal, fico lisonjeada, lógico. Mas realmente, aparência, lá dentro não importa muito. Não adianta a mídia falar que é bonita e não lutar. Me preocupo muito mais em treinar e fazer o meu trabalho”, disse Bruna.